Me sinto um tanto inocente e trouxa as vezes. Sempre acredito nas pessoas, acho que todas elas são boas até que se prove o contrário. Dedico-me demais a relacionamentos e espero muito deles, sempre acho que tudo vai dar certo no final. Sou apenas mais uma dessas românticas que foram jogadas de pára-quedas nesse mundo extremamente cruel e sem graça.

Odeio me decepcionar com as pessoas, a sensação de engano que me toma é angustiante demais.

Confiança é a base de todos os relacionamentos e quando ela não existe, não existe relacionamento.

Não estou falando de relacionamentos amorosos, propriamente ditos, vale também para relacionamentos afetivos, amizades e até os familiares. Sem confiança não há nada.

Chega de ficar achando que as pessoas são diferentes e que existe sim gente que presta, tenho que parar com esses enganos e aceitar a cruel verdade, a de que o homem é mau.

Talvez soe sensasionalista e radical demais, mas tudo que consigo pensar no momento é que de nada adianta lutar por novas amizades se elas sempre vão te decepcionar. De nada adianta amar se o amor desaponta mais do que ajuda. O jeito é tornar-se mais uma reacionária ridícula e aprender a viver dentro de meu mundinho perfeito, sem a intromissão de outros.

Perdoem-me, mas não consigo aceitar certas coisas.

Comentários: