A ida ao médico!

Eu odeio biologia, como deixo claro para todos que me perguntam e como meu boletim demonstra bimestralmente,

mas eu adoro ir em médicos!

Vivo querendo que chegue logo o dia de voltar ao médico, me sinto bem quando saio de lá e adoro as consultas também, as perguntas que me fazem, quando eles veem que cresci 1mm e quando eu engordei e começo a reclamar e adoro quando fazem alongamento e quando tenho que contar sobre a minha vida… Adoro médicos!

Minha médica preferida, porém é a Reumatologista!

Ela sempre sabe tudo sobre mim, é tão mágico! E ela lembra de várias coisas ao meu respeito e demonstra preocupação e eu acho isso super legal! Porque a pior coisa é ir a um médico que nem lembre do seu nome… Ela sabe até que sou fresca pra comer e talz! Adoooro!

Hoje ela se atrasou, sabe e daí tive que ficar esperando um moonte com a mamãe (sim, só vou no médico com a mamãe) e tinha um monte de criancinhas na sala de espera, como não estávamos afim de conversar, ficamos ouvindo as conversas alheias e descobrimos que todas as criancinhas iriam se consultar com a minha médica!

Daí mamãe começou a puxar assunto com as mães delas…

Foi super interessante para mim, sabe.

Porque a vida inteira tinha na minha cabeça que ter Artrite Reumatóide Juvenil era suuuper vergonhoso, porque era doença de velha e que todas as crianças me zoavam por causa disso e que teria sido muito mais legal se eu tivesse podido brincar de pular corda e de todas as outras coisas que não pude e que minha vida seria completamente diferente se eu não tivesse tomado aqueles remédios horríveis que me fizeram detestar vegetais e começar a usar óculos. Sempre usei da minha doença para fazer os outros sentirem uma certa pena de mim e sempre busquei nela um jeito de me sentir bem comigo mesma, mas era impossível. Eu sou anormal.

Não deixei de me considerar anormal depois de ver aquelas crianças.

Mas ao saber que elas com 2 aninhos já têm isso, agradeci por terem descoberto que eu tinha apenas com 5! Ao mesmo tempo, fiquei orgulhosa daquelas crianças, por não se deixarem abater. Garanto que eu na idade delas era bem mais triste… Elas continuaram brincando e fazendo o que crianças fazem, tomam remédios, fazem os tratamentos necessários, visitam a médica frequentemente, tiveram que aprender a gostar de tirar sangue…  Todas as coisas pelas quais eu tive que passar. Conversando com aquelas pessoas descobri que não sou a última bolacha do pacote, não sou a única “anormal” do mundo e muito pelo contrário: há pessoas com artrite em todos os lugares, basta eu olhar ao redor!

Só fiquei com pena dos meus futuros filhos, porque a doença é passada de pai pra filho e não queria que eles sofressem tudo que eu sofri, porque por mais que eu saiba agora que váaarias pessoas passam pela mesma coisa e muitas pessoas por coisas ainda piores, não é algo que eu deseje nem para meu pior inimigo isso de ter artrite.

Fiquei feliz ao voltar pra casa e me lembrar que hoje em dia consigo até correr e pular e dificilmente sinto dores… Consigo até andar muito! Algum dia, quem sabe, eu consiga até fazer algum esporte fora da água… Seria super legal!

Hoje voltei do médico com orgulho de mim mesma. Orgulho por mesmo sem ter muita força de vontade e morrendo de vergonha de mim mesma, conseguir ser aparentemente normal. Só isso já tá ótimo!

Adíos

;*

0 thoughts on “A ida ao médico!

  1. Hey queridinha!
    Eu bem sei que vc consegue correr e pular, mas prefere dormir no chão da sala de teatro =]
    E eu tbm nunca fui das crianças que tinha medo de médico, eu amava. Até eu prestar atenção e descobrir que eram eles que pediam os malditos exames de sangue. Aí eu passei a detestar. Não as consultas, pq eu continuo gostando! Mas o final delas, onde eles passam os exames. =P
    Beijoss

    1. Só dormi hoje porque não consegui dormir à noite, oras… Em geral não durmo! haha
      Eu adoooro exames de sangue *-*
      Conto os dias pra chegar a minha vez de ir lá! haha

Comentários: