As Piores Coisas do Mundo

Calor. Sol quente e suor pingando. Calor sem água por perto. Não poder andar pelada no calor. Não ter ar condicionado/ventilador. Andar de ônibus no verão. Verão em Curitiba. Pessoas se vestindo no verão de Curitiba. Cabelos compridos no verão. Sol. Céu azul e sem nuvens. Cheiro de gente suada. Gente suada no ônibus. Gente suada ouvindo funk no ônibus, ou falando alto no telefone.

Gente que ronca. Gente que ronca muito alto e não há o que faça parar. Não conseguir dormir porque está ouvindo roncos. Colchão mole demais. Travesseiro baixo/alto demais. Falta de lençol. Gente que não usa lençol e não tem em casa, te obrigando a usar cobertor mesmo no verão. Roupa de cama com cheiro de suor. Dormir sem abraçar vacas. Dormir sem abraçar nada. Dormir pouco. Não dormir. Dormir bem e acordar no meio de um pesadelo terrível. Sonhos tão reais que quando você acorda fica assustada. Ser acordada antes de terminar um sonho. Fugir de alguém em sonhos e não conseguir correr o suficiente. Sonhar que está fazendo xixi e acordar molhada. Não sonhar. Dormir super bem e não lembrar de nenhum sonho. Acordar cedo demais. Acordar cedo em dias chuvosos e friozinhos. Acordar tarde no calor. Acordar cedo no calor e não ter o que fazer.

Ficar muito tempo sem comer chocolate. Ficar sem comer chocolate porque não pode. Ficar sem comer chocolate porque não te deixam. Ter que comer o que não gosta. Carne de porco. Fígado. Verduras e frutas em geral. Gente idiota tentando te fazer comer o que você não gosta. Gente idiota tentando me fazer comer o que eu não gosto. Gente idiota tentando me fazer tomar refrigerante, parar de comer chocolate ou virar vegetariana, sabendo que eu não como nenhum tipo de vegetal. Gente que te obriga a comer demais. Visitar pessoas e ser obrigada a comer em todas as casas. Gente que não te oferece comida. Ficar horas na casa de alguém e não ser convidada sequer para um lanchinho. Ficar com fome e não ter possibilidade de saciá-la. Ficar com sede. Ficar com sede e não ter água por perto. Ser convidada para festas que não servem água. Ser convidada para festas que não têm brigadeiro. Ser convidada para uma festa e não ter roupa. Não ser convidada para a festa que você esperou séculos para acontecer.

Não ter roupa para a ocasião e nem maneiras de conseguir. Chorar e virem te perguntar a razão. Gente falando a mesma coisa pra você em velórios de entes queridos. Gente desconhecida falando a mesma coisa para você em velórios de entes queridos. Gente que não fala nada pra você em velórios de entes queridos. Gente que você gosta e nem vai em velórios ou tenta confortar você quando alguém querido morre. Gente que não se importa. Gente que não se importa, mas finge se importar. Gente que não se importa, mas deveria se importar e finge se importar. Gente metida. Gente que prefere ter do que ser e não cansa de falar de suas novas posses ou do que pretende comprar. Gente burra. Gente burra que não se esforça para melhorar. Gente preguiçosa e que vive às custas dos outros. Gente folgada. Gente. Revolucionários de Facebook. Revolucionários de Facebook sem ideal algum. “Revolucionários”. Gente que segue a moda. Gente que segue a moda não só de roupa, mas de modo de vida e acaba sendo apenas um produto do meio, sem individualidade alguma.

Pseudo-cults. Gente que fala e não faz. Gente que fala demais. Promessas não cumpridas. Promessas feitas por pessoas que sequer pretendem tentar cumprí-las. Amor não correspondido. “Amor”. Sofrimento. Sofrimento sem razão. Sofrimento em vão. Dor. Doenças. Doenças incuráveis. Doenças curáveis, mas com tratamentos caros. Doenças passageiras, mas que surgem em horas impróprias. Remédios com gosto ruim e que não fazem efeito. Ser doente o suficiente para que nenhum remédio faça efeito. Coração partido. Coração partido sem super bonder por perto. “Eu te amo” dito sem ser sentido. “Eu te amo” não dito. Amor não pronunciado. Vida não vivida em prol de algo que nem aconteceu. Fanatismo. Religiões que tiram a liberdade das pessoas. Pensamento quadrado. Conservadorismo. Pessoas racionais demais. Pessoas sem sentimentos. Pessoas que não permitem que seus sentimentos tenham voz. Censura. Medo de dizer que gosta de algo. Medo. Insegurança para fazer o que acha que é certo, porque os outros te fizeram crer que não é. Preconceito. Preconceito racial. Preconceito sexual. Maus tratos a crianças. Maus tratos a mulheres. Famílias falsas. Famílias que não existem. Famílias de comercial. Famílias de aparência. Falta de amor. Carência. Não ter quem preste atenção em você. Solidão. Falta de amigos. Amigos falsos. Amigos superficiais. Relacionamentos superficiais. Relacionamentos de comercial de margarina. Relacionamentos sustentados apenas por sorrisos falsos. Solidão em momentos em que se precisa de alguém. Solidão em momentos difíceis.

Gente que não gosta de arte. Gente que não respeita a arte. Gente que se acha superior. Gente que maltrata quem considera inferior a eles. Guerra. Guerra sem motivo. Guerra que obriga os civis a participarem, mesmo sem saber porquê. Guerra mal solucionada. Guerra não declarada, mas que mata tanto quanto. Mídia. Manipulação de massas através da Mídia. Mídia mentirosa. Big Brother Brasil. Sertanejo. Gente que ama sertanejo e só fala disso. Gente que quer casar com o Luan Santana. Gente que quer casar com o Justin Bieber. Gente que quer casar com qualquer famoso que nunca vai conhecer, ao invés de tentar encontrar um marido real e possível. Gente que idolatra demais. Gente que xinga estilos musicais sem sequer tê-los ouvido. Gente que cria opiniões baseando-se no que ouviram ou leram por aí, sem procurar mais informações do assunto. Gente que acha letras de funk legais. Gente que não lê. Gente que só lê best sellers. Gente que diz que lê, mas na verdade só leu gibi da Mônica. Gente que passa o dia inteiro vendo o mesmo canal de televisão e só sabe falar sobre isso. Gente que só sabe falar sobre futebol. Gente que tudo que faz é correr atrás de notícias de futebol, sem ser jornalista esportivo. Gente que só tem um assunto e só sabe falar sobre ele.

Filmes previsíveis. Histórias previsíveis. Filmes de comédia. Filmes de comédia brasileira. Atores ruins. Legendas mal feitas. Ler um livro mal traduzido. Erros de ortografia. Quem fala errado. Quem escreve errado muitas vezes, sem tentar corrigir-se. Quem nunca muda o corte de cabelo. Quem tem muitos piercings e tatuagens. Quem trabalha no que não gosta só pra ter dinheiro. Quem está sempre mal humorado. Quem sorri demais. Tiques nervosos. Dentes tortos. Olhos separados demais. Sorrisos forçados. Pessoas que não se aceitam como são e insistem em tentar mudar.  Telefone. Ser obrigada a atender telefone. Ter que ligar para alguém. Ficar muito tempo falando no telefone. Escrever cartas e não ter resposta. Escrever e-mails e não ter resposta. Escrever e não ter resposta. Não ser compreendido. Sentir-se a última bolacha do pacote. Considerar-se um alien.

E por fim, fazer uma lista enorme de piores coisas do mundo e só conseguir pensar em meia duzia de coisas boas.

Que as coisas boas purifiquem a maldade que pairou por aqui hoje.

0 thoughts on “As Piores Coisas do Mundo

  1. a parte toda das verduras é épica e eu concordo plenamente.
    de resto, o mundo está cheio de piores coisas. por todo o lado. o negócio é saber achar as boas e aproveitá-las.

Comentários: