Não sei quando foi que quis fazer isso pela primeira vez, só sei que eu tinha menos de dez anos. Quando assistia “Carinha de Anjo” no SBT fui logo me apaixonando pela “tia peruca” porque ela tinha zilhões de cabelos coloridos, cresci e virei fã número um da Clementine de “Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças” porque ela tinha um cabelo a cada semana e isso era o máximo. Pedia várias vezes para a minha mãe para pintar meu cabelo de colorido e ela sempre disse que só deixaria quando eu tivesse dezoito anos. Isso sempre me frustrou mas nunca desobedeci, quer dizer quase nunca.

Com doze anos convenci-a a fazer mechas vermelhas, foram seis e o vermelho saiu em duas semanas e eu fiquei puta com as mechas loiras. Então chegaram as férias e eu fui para a casa dos meus avós, lá encontrei minha sábia prima Samila que estava com a parte debaixo do cabelo descolorido e queria mais, então nos unimos e pesquisamos na internet sobre como fazer tintas caseiras, se a gente misturasse tinta de tingir camiseta com creme dava certo, fizemos a mistura e pedimos dinheiro para comprar escova de dentes, fomos ao mercado e compramos descolorante. Chegamos em casa e nos trancamos no quarto dela e começamos a descolorir os cabelos, eu fazia mechas nela enquanto ela fazia em mim, tudo isso, logicamente, sem pedir permissão os nossos pais. Os dela deixariam, mas os meus não, então era melhor ficar quieta. Minha prima mais velha estava lá e volta e meia aparecia na janela do quarto – que estava fechada – ela achava que a gente estava fumando, ficou super preocupada. O cheiro do descolorante era péssimo, começamos a tossir e estávamos irritadíssimas com a coisa. Eu ainda tinha doze anos e acabei descolorindo parte da sobrancelha da minha prima, um fiasco total. Quando deu o tempo de ficar loiro fomos correndo para o banheiro enxaguar, então fomos passar nossa mistura, que era para ser roxa. O detalhe é que a bagaça ficou com cor de burro quando foge e saiu rapidamente, super sem graça. Depois de todo o trabalho fomos mostrar para a minha mãe que nem enxergou porque a cor de burro quando foge era super parecida com a cor natural do meu cabelo. Aquilo me entristeceu horrores, porque eu queria muito que meu cabelo estivesse colorido, acabei me conformando com o loiro que reinou tempos depois.

Quando me livrei das mechas fiquei com o cabelo natural, sempre esperando os dezoito anos. Quando estava com quinze porém, inventei de tingir o cabelo de preto, como não queria danificá-lo muito usei henna, ficou horrível. Esperei crescer e fui ao mercado comprar um tonalizante preto, pintei sozinha, sujei a toalha da minha tia inteira e fiquei com o corpo todo manchado por um tempão, mas ficou super legal. O detalhe é que não era tonalizante coisa nenhuma e não saiu a tinta, tive que esperar crescer tudo para me ver livre. Com quase dezessete anos resolvi fazer mechas coloridas, dessa vez com o aval da mamãe que estava conformada com o fato de os dezoito estarem próximos. Assim sendo ano passado tive mecha verde, roxa, azul e laranja, no fim do ano me cansei disso e acabei deixando-a ficar sem cor, acabei ficando com uma mecha loira novamente. Sempre o loiro, pois é.

O detalhe é que essa semana eu faço dezoito anos finalmente e não via a hora de realizar meu sonho infantil de ter cabelo de todas as cores, assim sendo tratei de comprar tinta roxa, porque a primeira cor seria roxa. Estive durante o último mês inteiro adiando o dia, perdendo a coragem, perguntando para mim mesma se era isso que eu queria, então ontem lembrei-me de que hoje seria aniversário da minha prima Samila, de vinte e um anos. A gente mora longe e eu não passo os aniversários dela com ela, nem dou presentes, então resolvi fazer algo que fizesse-a lembrar da minha pessoa e me fizesse lembrar dela, liguei para o salão e marquei: hoje seria o dia.

Mayra Malfoy

Cheguei ao salão minutos antes das 13h (hora marcada)  e a cabeleireira é namorada do amigo do meu irmão, ela é super legal e eu não poderia ter achado alguém melhor para realizar meu sonho, ela achou a ideia divertida e fez com o maior gosto do mundo. O primeiro passo era descolorir o cabelo, senti-me Lucio Malfoy ali e quando ela tirou o descolorante senti-me que nem o Bello mesmo. Terrível. Ainda bem que aquele não seria o fim. Depois do fatídico loiro gema de ovo, foi aplicada a tinta que era para ser roxa e acabou sendo azul, mas ela não pegou direito e então a Ju usou a outra tinta que eu tinha levado e essa sim era roxa. Esperei o tempo que tinha que esperar e lavamos e secamos o cabelo, o resultado foi maravilhoso! Uma mistura das duas cores, com a escova ficou ainda mais lindo. Tem umas partes mais claras que as outras e está super divertido! Saí daquele salão morrendo de rir de mim mesma, se eu soubesse que era tão fácil ficar tão feliz certamente teria feito isso antes!

Mamãe ficou sabendo o que eu estava fazendo e dessa vez teve que aceitar, tanto ela quanto o meu pai que com certeza reagirão estranhamente quando me virem ao vivo, o mesmo fará o meu irmão e toda a minha família, mas quer saber? Eu não me importo. Realizei um dos meus maiores sonhos no dia de hoje e sempre que me olhar no espelho lembrarei que mesmo que ninguém daqui aprecie a ideia, minha querida prima nordestina estará morrendo por não ter compartilhado essa aventura comigo! Afinal, todo dia pode ser um grande dia, basta que a gente queira!

0 thoughts on “Blurple

  1. Aaaaaaaahh essa coragem. Também queria usar cores assim, mas não tem sua coragem, nem seu estilo. Só abusei de um vermelhão na adolescência e nada mais.
    Essa nova cor ficou realmente muito bacana, viu?
    Ah, essa sua foto final ficou hilária hahahahahahah

  2. Posso contar um segredo? Eu era dessa que mudava de cabelo a cada 6 meses. E era radicalmente. Já tive luzes, já fui praticamente loira, já fui ruiva, já tive mechas laranjas… Adoro gente corajosa que curte mudar radicalmente de cabelo! AMEEI SUA CORAGEM! Ficou sensacional! Fiquei mais tua fã ainda! AMEI, MAYMAY!

  3. AHHHHHHHHHHHHHHHHH azuloooooooooooooona ‘-‘
    mas mas mas! NHAHAHAHAHAAH Eu adoro cabelo colorido gente! sempre quis ter as madeixas da mari moon, mas nunca tive a coragem dela. Nem a sua!
    YAY. azulona. tá linda e tá feliz o/

  4. MUUUUUUUUUUUUUUITA CORAGEM! Hahahaha! Eu aqui, penando pra fazer MECHAS coloridas, vai a Mayra e pinta todo o cabelo logo. Adorei, amiga! Arrasou!!

    Beijos <3

  5. AMEEEEEEEEEEEEEEEEEI, Mayra! Parabéns pela sua coragem, além de feliz você está linda *o* Ri demais com a sua comparação ao Lúcio Malfoy hahahhahaha.
    Beijão <333

  6. SUA LOOOOOOOOUCA!!! kkkkkk Fiquei MORTA com a homenagem, só você mesmo. Tá linda, estrela do meu jardim. Eu vou pintar o meu também agora. Kkkkk. Só esperar ele crescer mais um pouco. 😉 Espero que a gente possa se ver logo para aprontar muitas coisas mais. Te amo MUITO.

  7. MUITO corajosa! HAHAHAA. E adorei o comentário da sua prima, e o parêntesis no nome! Acho que eu e você fizemos coisas divertidas e coloridas hoje, que nos realizaram! <3

  8. HauHuahau LOL Estou rindo das fotos.
    Eu curti. Bom,a primeira coisas que pensei quando comecei a ler foi: “isso vai estragar cabelo dela”.Mas,depende da tinta. Já pintei o meu algumas vezes, e ele ficou diferente [com uma textura mais grossa]. Anyway,se você gostou é isso o que importa

  9. Eu amei essa cor. Geralmente a gente vê por aí uns coloridos beeeem feios, que ficaram mal feitos. Mas o teu ficou muito lindo!!
    Adorei. :)))
    Beijo, May lindona. <3

Comentários: