Mais de seis centos

Eu nunca termino coisas que eu começo. E isso deixa a minha mãe fula da vida desde que eu me entendo por gente. Todas as vezes que chego com a ideia genial de iniciar um novo projeto ou começar um novo curso ou qualquer coisa do tipo, ela olha para mim com olhar de reprovação…

Read More

Thanks for all the fish

Há um ano eu estava no Paquistão. Trocando exaustivamente mensagens no whatsapp com um pentelho que tinha deixado no Brasil. Fui num casamento por lá e mandei uma foto para ele com eu vestida com roupa de festa pakistani style e ele postou no mural do meu facebook, com um “eu te amo” escrito em…

Read More

Relato de Férias

Tirei Dezembro como mês de férias. Bem, tecnicamente minhas férias vão até o final de Fevereiro, mas não posso me dar ao luxo de ser flanêur até lá. Um mês de vida própria há de ser suficiente. A decisão de surrupiar minhas próprias férias não é feita por auto-sabotagem, mas sim uma decisão visionária. Se…

Read More

Ana, de novo.

Hoje Ana faz onze anos. Falei sobre o aniversário dela no ano passado e decidi que vou tentar falar na maior quantidade de anos possíveis. Ainda tenho dificuldades em me enxergar como tia, mas estou começando a entender a responsabilidade da questão. Penso no quanto minhas tias foram e são importantes para mim e descubro…

Read More

42 ao contrário.

Há um ano atrás eu escrevia meu primeiro texto para sua pessoa. Lembro que na época o sentimento dominante em mim ao seu respeito era a agonia e lembro o quão agoniante foi sentar para escrever algo. Acho interessante colocar aquele texto como contraponto para pensar o quanto mudamos de lá para cá. E digo…

Read More