Comendo sopa ou soltando uma pipa, vocês que sabem.

Somos internautas e não é novidade as tais leis contra pirataria que os americanos inventaram. Por sorte seus idealizadores caíram na real e resolveram refazer as leis antes de as liberarem para votação, no entanto Megaupload continua fechado.

Talvez você não saiba, então eu explico: Megaupload é um grande site de download em que havia séries, filmes, músicas e qualquer coisa que fosse possível fazer download. Era o maior, o melhor, o mais completo, mais rápido e menos arriscado. Todos já usaram  alguma vez na vida. Daí surgiu essa história de SOPA e PIPA e o FBI começou a caçar os donos desses sites  para tomarem as medidas necessárias. As duas leis propunham o fechamento de todos os sites de download e qualquer outro site que compartilhasse algum produto que deveria render direitos autorais e estava sendo distribuído gratuitamente na internet. Elas foram revogadas, mas disponibilizar conteúdo pirata nunca foi legal e por isso todos os outros servidores de download estão com medo e aos poucos findando seus serviços, pelo menos é o que está escrito aqui. O fato é que a gente mora no Brasil e aqui menos da metade dos filmes lançados passam no cinema, sem a internet nem saberíamos da existência deles, mesmo porque sem publicidade as locadoras não os compram e assim a gente fica sem acesso a milhões de filmes. O mesmo acontece com os cd’s, tendo em vista que não há uma loja só de cd’s por aqui, pelo menos não uma loja enorme, como as livrarias. Isso significa que grande parte dos cd’s produzidos pelo mundo não são vendidos em nossas terras e sem os downloads jamais teríamos acesso a eles. Sei que existem programas que baixam músicas do youtube, mas não é com muita qualidade e do jeito que as coisas estão, não acho que eles irão durar muito. Por último, falaremos dos seriados que no Brasil só passam em televisão paga, quando vão para a aberta é dublado, zilhões de anos depois do lançamento e raramente as televisões compram todas as temporadas, fazendo com que você não saiba o fim da história. Mesmo nas televisões pagas, os seriados demoram para passar, sendo estreados aqui um bom tempo depois do que em seu país de origem, fora que muitos deles sequer passam.

Nós fomos acostumados a conviver com rios de informações, vendo filmes que nunca passarão nos cinemas daqui, ouvindo músicas que brasileiros normais jamais ouviriam e vendo todos os seriados do mundo. De repente acordamos e descobrimos que nossa liberdade está com dias contados e que em breve teremos que voltar a nos alienar somente com a Globo. Lindo.

Essas leis obviamente são reflexos da perda abusiva de dinheiro que as grandes gravadoras e produtoras andam tendo desde que inventaram o download, porém é completamente normal que as pessoas comprem os dvd’s de seus filmes preferidos, assim como os cd’s e os enormes boxes de seriados. Não é poque usufruem do download que deixam de comprar. O governo americano não percebe que acabando com a liberdade internetesca estão despertando um monstro muito maior que o do Lago Ness.

Isso porque há 20 ou 30 anos jovens entre 15 e 35 anos tinham ideais e saíam de sua zona de conforto para irem em busca deles. Hoje não. Atualmente as pessoas respiram alienação e não se importam de onde ela provém, desde que proporcione a incrível sensação de absorver informação sem precisar pensar para processá-la. Ninguém quer saber quanto o governo anda nos roubando, as razões para o euro estar caro e a União Europeia estar quase no fim, ninguém quer saber sobre os movimentos de ocupação que estão ocorrendo nas capitais ou sobre o zeitgeist ou sobre como a coca-cola financia indústrias armamentícias enquanto divulga uma imagem positiva da empresa. Ninguém quer procurar de fato a cura do câncer, ou saber se há vida em outros planetas, não. Está todo mundo pra lá de satisfeito vendo jornais que duram 40min e têm tempo para dar todo o tipo de dicas do universo enquanto resume as notícias do mundo em apenas um minuto. Está todo mundo extremamente feliz com isso. Quer dizer, estava. Agora estão tirando a alienação das pessoas, forçando-as a gastar seu dinheiro para conseguí-la. Acham que isso vai ficar barato? Pelo contrário.

Os jovens podem não ter ideais e não se importar com absolutamente nada, mas quando tirarem sua liberdade online se rebelarão. Não demorará para que os sites das editoras, produtoras e gravadoras sejam hackeados, isso sem contar os próprios sites governamentais. Se já faziam isso sem ter uma razão, imagine agora. Os internautas podem não ter bombas ou centenas de metralhadoras disponíveis, mas eles dominam bem o mundo dos códigos e com certeza não deixarão barato. Não vai demorar muito para o FBI descobrir isso.

No fim das contas o homem apenas regredirá ao que era há décadas, para só depois sentir-se apto a evoluir novamente. O que devemos fazer? Ir às ruas? Chorar por perdermos nossas séries e afins ou procurar um ideal de verdade para lutar a favor? Será que somos tão idiotas assim?

Só espero que os americanos não elejam um trouxa por estarem demasiadamente preocupados com a internet. Espero que os brasileiros acordem e parem de ser tão facilmente enganados e acima de tudo espero que finalmente as pessoas larguem um pouco da tal televisão e internet e vão ler, desenvolver seus intelectos e se preparar para fazer algo sensato assim que possível.

Se nós nunca fomos conhecidos por sermos inteligentes, creio que essa seja uma boa hora para mudar isso.

Deixando claro que sou contra SOPA, PIPA, censura e ditadura, mas acima de tudo sou contra a falta de reflexão e pensamento da população.

Comentários: