DIY: Panner 2016

         Daí que eu sou daquelas pessoas que todo ano compra uma agenda e nunca usa, mas não desiste da esperança de usar. Eis que o Google inventou a agenda que sincroniza no celular, computador e ainda envia aviso no e-mail toda vez que tem compromisso. Aí ele atualiza a agenda e permite que eu crie to do lists, pronto, problemas resolvidos!

         Só que eu resolvi que tenho duas metas essenciais para este ano: a primeira delas é levar a sério o meu site/canal do youtube e a segunda é passar no mestrado, que terá seleção no final do ano. E precisava me planejar decentemente para tal, a agenda do Google não estava sendo suficiente. Principalmente porque preciso organizar leituras e quando escreverei/gravarei e ainda conseguir conciliar isso com os outros afazeres da vida – afinal, ainda não sou diva a ponto de viver só fazendo o que gosto.

         Então eu baixei um planner digital para me ajudar a organizar as coisas aqui do Ancoragem, lá no Sernaiotto, mas acabei não utilizando muito até o momento, por necessitar que eu digite no computador/celular e eu gostar de escrever à mão quando tenho ideias e resolvo fazer planos. Logo, por mais que seja um ótimo planner, não me foi útil.

         Eis que, conversando com uma amiga, descubro que há vários arquivos na internet com planners para serem impressos e que a gente pode montar o nosso próprio, com apenas aquilo que vamos usar, do jeito que quisermos montar!!! Ela fez um para ela e me mandou as fotos e ficou muito profissional e lindo, então pesquisei alguns arquivos e consegui os que ela tinha utilizado e decidi que faria um para mim!

         As categorias que escolhi colocar no meu foram as mais básicas:

  • Calendário do ano inteiro
  • Calendário mensal – com espaço para anotações
  • Ficha para controle financeiro
  • Calendário semanal – com espaço para anotações

         Realizei o trabalho de forma inteiramente artesanal, ao contrário da minha amiga, visto que não objetivava um resultado tão profissional quanto ela. As duas possibilidades são viáveis, bem vindas e ficam lindas. Então, deixe a criatividade falar mais alto e faça do jeito que te agradar mais! Vou mostrar agora como fiz o meu.

         Material usado:

  • Papel Vergê A4 Branco
  • Papel A4 Colorido (gramatura 120g/m²)
  • Estilete
  • Furador
  • Fita
  • Impressora

Passo 1: Cortando os papéis

         Após decidir quais as categorias você quer adicionar em seu planner e ter em mente a quantidade de folhas que vai necessitar, começamos os trabalhos, cortando os papéis ao meio, de acordo com a quantidade desejada.

20160116_163010
Cortei um exemplar e o utilizei como base para os outros. Coloquei ele no centro e utilizei a régua para deixar a base forte. Risquei com estilete o papel e depois destaquei as duas partes.

         O resultado foi esse:

As folhas não ficam milimetricamente do mesmo tamanho e é perceptível que foram destacadas de algum lugar. Se você deseja algo mais profissional, sugiro que use guilhotina.

         Depois, é necessário repetir o mesmo procedimento com os papéis coloridos.

Passo 2: Impressão dos materiais

20160117_170720
Imprima todas as categorias desejadas, na forma como achar melhor (só a frente, frente e verso, você decide) e monte seu planner, colocando na ordem desejada o material impresso.

Passo 3: Encadernando manualmente

20160117_185144
Com um furador, realize a quantidade desejadas de furos. Tenha o cuidado para que eles sejam iguais em todas as folhas.

 

20160117_191816
Perpasse com uma fita (ou linha) todos os furos realizados, de forma a costurar todas as folhas. Faça um arremate final.

         Pronto! Agora você já pode usar o seu planner!

IMG_20160117_203001
Esse é o meu planner! A maior parte dos arquivos veio daqui. Os arquivos que consegui com a minha amiga, não sei a fonte.

Comentários: