Ele nasceu, cresceu e… Foi embora.

Hoje foi o último dia da nossa peça!!!

Quarta-feira a diretora entrou no camarim gritando “Nosso bebê nasceu!!”, ontem ele cresceu e digamos que ficou doentinho, hoje ele estava grande e formoso, mas daí… Foi embora!

É engraçado pensar que já foi um semestre! Um semestre é muuita coisa! Parando para pensar em todas as coisas que aconteceram neste curto espaço de tempo… Aconteceu muuita coisa!

Lembro do primeiro dia de aula, estávamos na recepção e nem sabíamos que estaríamos na mesma sala, lembro que achei o Jefferson suuper estranho e achei que a Ana tinha a minha idade… Daí a gente entrou na sala e começou a se conhecer e tã dã, quando deu 18:30 e fomos embora, já sabíamos msn, orkut etc e tal de quase todo mundo! Na quinta-feira desta semana, passamos meia hora da aula conversando, todos juntos! Até a Gabi! E como foi legal acompanhar o nosso crescimento… No começo todos éramos uns perdidos naqueles jogos, o ABC não chegava nem no D e alguém já errava! hahaha

Crescemos juntos. Em seis meses.

Agora eu entendo porque a minha amiga sempre chama as pessoas do teatro de “Segunda Família”, eles realmente são uma espécie de segunda família. Eles ficam naquele lugar mágico onde todos os seus problemas somem e o máximo que te atrapalha é o sono e o cansaço. Eles te abraçam quando você precisa, fazem massagens, te escutam, te entendem… Compartilham a vida, realmente.

E hoje, junto com o nosso bebê que foi embora, senti que uma parte de nós ia com ele junto.

Não sabemos como será daqui para frente, quem vai continuar e criar mais um bebê semestre que vem e quem vai embora. É triste pensar que há a possibilidade de alguém ir embora. Não estou dizendo que somos BFFs e que nunca nos desentendemos, mas… Não queria que este momento acabasse. Não queria que a Gabi deixasse de ser nossa professora, mesmo sabendo que é bom ter outro professor… Será como uma parte de nós sendo abandonada.

Eu só queria dizer que…

Eu amo cada um de vocês como se fossem meus irmãos, de verdade. E que vai doer muito se algum for embora sem avisar, porque se já está começando a doer o fato de perder a Gabi, que era previsto, perder algum de vocês vai ser terrível.

O que será das minhas tardes de terças e quintas sem a Ana para eu fazer alongamento, Rafa para me fazer morrer de rir, Letícia para eu chutar e ouvir o bom e velho “ORRA”, Jose pra eu reclamar que ela tem todos os papéis, Jefferson pra eu gritar “Para Jefferson!”, Leo pra eu abraçar bem apertado e sair voando! e Thamy para eu reclamar que não olha nos meus olhos? Preciso de vocês. Espero que fiquem comigo. Obrigada pelo semestre maravilhoso! E quando nossa foto da turma estiver aqui, podem ter certeza que ou eu coloco neste post, ou faço um novo, só para ela.

Vocês são essenciais.

Obrigada.

0 thoughts on “Ele nasceu, cresceu e… Foi embora.

  1. Olha, eu prometo pra ti que não vou sumir. Nem avisando, nem sem avisar, porque amo vocês e essa família que formamos juntos! Não sei o que seria da minha vida sem você mandando o Jefferson parar a todos os momentos! E aguardo ansiosa as fotos que Freud tirou, e todas as do Jefferson também! Nosso bebê cresceu, e está na nossa hora de crescer também! Que venha a próxima etapa, e que continuemos juntos!
    Beijos

Comentários: