Em 2010 eu descobri que…

Nem tudo é o que parece ser.

Descobri que sentimentos não foram feitos para reger a vida das pessoas e que temos que conseguir controlá-los, antes que eles nos controlem.

Descobri que fazer as coisas por impulso não levam a nada, a não ser, na maioria das vezes, muita tristeza, sofrimento e dor.

Descobri que somos meros mortais inúteis e ridículos que não sabemos porra nenhuma e ainda assim nos achamos capazes e conhecedores de tantas coisas.

Descobri que há pessoas que estarão ao seu lado não importa o que aconteça, quanto tempo passe e quantas coisas mudem.

Descobri que mesmo a vida não fazendo o menor sentido, devemos lutar para que ela valha a pena, para que nós fiquemos satisfeitos com o que fazemos por aqui.

Descobri que talvez Deus exista, mas que se ele existir me odeia completamente.

Comentários: