Hiato

Há três formas de encontro vocálico, o ditongo ocorre em casos como “colisão” em que a divisão silábica dá-se por “co-li-são”, ou seja, duas vogais ficam juntas na mesma sílaba. O tritongo é a mesma coisa, mas com três vogais, como em “carangueijo”, e aí existe o hiato.
Hiato é quando há duas ou mais vogais juntas na mesma palavra, mas que ficam separadas na hora da divisão silábica, como “avião”, por exemplo, que fica “a-vi-ão”.

Quando minha mãe engravidou resolveu pedir para que meu irmão escolhesse o nome da irmãzinha, dentre algumas opções fornecidas por ela. Ele escolheu Mayra e Mayra sou eu.

Nunca tive uma paixão abrupta pelo meu nome, mas nunca quis substituí-lo por nenhum outro e desde que me entendo por gente pego-me a soletrá-lo porque ninguém escreve do jeito certo, ninguém fala do jeito certo, ninguém me vê do jeito certo.

Das minhas várias crises existenciais, uma das mais duradouras foi a que eu tentava descobrir o que significava esse nome e porque raios ele tinha caído justo em mim, podia ter sido “Maria”, veja bem, muito mais simples. Mas minha mãe quis complicar. E meu irmão, no auge dos seus cinco anos de sabedoria, elegeu-o como o melhor. Ok, realmente era melhor, considerando que as outras opções eram “Pedrita”, “Paulina”, “Paula” ou “Antônia”. Prefiro o Mayra. É mais “parte da família”, é mais eu, obrigada Mário. Enfim, voltando ao assunto…

Eu queria saber o que raios esse nome significava e eu descobri, através de uma carta de uma amiga que tem um nome lindo, mas morre de vergonha por não ser usual. Ele tem várias origens, na origem árabe significa “inteligente”, na indígena – a que inspirou mamãe – significa “rainha da selva e dos animais”, na Austrália “vento da primavera” e em latim vem de “Myrrh”, uma resina perfumada de uma determinada árvore. Porque trocar cartas com amigos é uma das melhores coisas do mundo, mas isso é história pra outro texto. O fato é que eu descobri o que meu nome significava, em várias desinências diferentes e passei a encontrar uma identificação maior entre eu e ele e passei a gostar muito do meu nome, a ponto de não querer ter um apelido, porque meu nome é legal demais.

Dizem que nomes próprios são os mesmos não importa o lugar, mas isso é mentira, porque os sotaques influenciam na forma como eles são ditos. Na França, por exemplo, meu nome é “ma-í-rrá”, enquanto nos EUA e na Inglaterra é “ma-í-râ” (ou algo assim).

No Brasil há duas formas de dizê-lo, ma-í-ra ou mai-ra. Só que minha mãe sempre me disse que meu nome era Mayra, com o y tônico, porque em português y tem a sonoridade tônica.

Fui enganada.

O “y” foi incorporado no dicionário brasileiro apenas em 2012, sendo em 1994 uma letra estrangeira e por isso sem regras gramaticais de português aplicáveis a ela.

“Y” em português, portanto, não tem as funções de uma vogal, porque não é uma vogal, e sim uma consoante. É aí que está o erro.

Mayra, com o y tônico, só seria possível se o mesmo correspondesse às regras vocálicas, pois só assim ele poderia ser considerado um hiato, por ser tônico. É que os hiatos existem justamente para separar as vogais átonas das tônicas. E o y não é vogal.

É assim que gramaticalmente a pronúncia do meu nome está errada. E a vida inteira, todas as pessoas que eu me irritei com por insistirem em me chamar de “maira” estavam corretas e a errada era eu.

Vale ressaltar, claro, que há a lenda popular de que “o nome é meu, o jeito que eu disser que ele é dito é o jeito que ele deve ser dito” e graças a essa lenda minha identidade com y tônico está a salvo.

Graças a essa lenda eu posso dizer que, ok, y não é vogal e não pode estar em um hiato. Ok, o certo é “May-ra”. Ok. Parabéns, você fez a lição de casa e entendeu a gramática. Mas meu nome é e sempre será “Ma-y-ra”, nem que eu tenha que começar a colocar um acento agudo no y pra provar isso ao mundo.

E sim, não importa quem você seja, qual seja a situação ou o quanto você diga me amar, meu nome continua sendo “Ma-y-ra” e eu continuarei ficando fula da cara e decepcionada por saber que você fala errado.

Já é chato o suficiente ter que corrigir desconhecidos, ter que corrigir conhecidos é pior ainda.

0 thoughts on “Hiato

  1. Por isso uso um apelido: NINGUÉM acerta nem a pronúncia nem a grafia do meu nome. E é tão simples, sabe? Mirian. Simplíssimo. Mas até o corretor ortográfico o marca como erro.

    Mas tenho de dizer, Mayra: acho muito tri a forma como você consegue escrever bastante sobre temas “simples”. Muito digno seu blog, moça.

  2. MAYRA,
    Quer coisa mais a sua cara que ter um nome cuja pronúncia correta é, na verdade, o jeito gramaticalmente incorreto de se pronunciar?
    Eu adoro seu nome e não acredito que já existiu uma época que eu sempre me perguntava se era May-ra ou Ma-y-ra. <3

  3. Querida, primeiro adorei a introdução. Sério! A professora de português que mora em mim ficou maravilhada com a sua explicação. Agora em segundo, eu super gosto do seu nome. Amo variações de Maria – Maíra, Maísa, Mariá, Marian… são todos nomes que cogito para possíveis filhas.
    E deve ser um saco ter que ficar corrigindo os outros por aí a respeito do nome.

  4. Olha, deixa só eu dizer que “May-ra” é lindo! E sim, trocar cartas (apesar de eu estar em falta nesse quesito e me envergonhar perdidamente disso) é a melhor coisa do mundo. Um dia, quem sabe, eu me acostume com meu nome e o assuma de uma vez por todas. Por enquanto, vamos ficar com esse seu texto sensacional e seu nome tão doce (:

  5. Posso falar? Acho May-ra estranho, não importa se é com i ou com y, Mayra é e sempre será Ma-y-ra! E acho que seu nome super combina contigo por n motivos, eu ja quis trocar meu nome quando era criança porque achava ele muito longo (ainda acho), mas a gente acaba se acostumando e se identificando né? Hehe mas achei validissimo esse post!
    Beijo Ma-y-ra ♥

  6. Oi meu nome tbm é Mayra e se pronuncia do msm jeito q o seu, sempre fiquei cm o pé atrás sobre meu nome , pois todos os professores me chamavam de “Maira” e eu falava q era Ma-y-ra, qund chegava em casa perguntava a minha mãe ela smp dizia q o y é colocado no lugar do acento, mas agr cm seu blog tive a certeza q tava errado, mas tudo mundo sabe q é Ma-y-ra, vai ficar assim pra smp, e acho esse jeito bem mas bonito q assim Maira.

Comentários: