I miss you.

Eu sei que eu briguei com você,

que eu bati em você,

que eu xinguei você,

sei que eu até tentei te matar uma vez.

Eu sei que eu te odiei profundamente,

Mas você sabe que isso não aconteceu.

Você sabe que na verdade eu era apenas uma menina imatura.

Você sabe perdoar as pessoas, ou pelo menos esquecer que erraram.

Eu sinto falta de você.

Sinto falta de acordar cedo e chegar na escola 6:30 e você ser a única a estar na sala e a gente ficar conversando.

Sinto falta de discutir com você e de ver o seu sorriso e sua cara de brava.

Sinto falta de fazer tarefas com você e de fazer trabalhos e de passar recreios…

Eu sinto falta de você.

Muita falta de você.

Porque apesar de tudo que passamos, o que eu te disse no dia oito de novembro de 2007, continua sendo verdade:

“ontem estive analisando qm é minha melhor amiga, melhor amiga pra mim é
aque la pessoa q está semrpe presente qndu eu preciso, me dando forças, me
elogiando, eh akela pessoa q ri do q eu rio, q pensa o q eu penso, q
entende o q eu falo, akela pessoa q eu naum seria capaz d flr mau pra
ninguem e nunk, uma pessoa maravilhosa.
pensei em nós 7 e xeguei a conclusão d q a q está ms proxima d xegar  nessa
posição na minha vida eh vc.”

E não é por falta de opção que ainda é você, é apenas porque jamais conseguiriam roubar seu lugar.

Eu te amo, doidinha esquisistranha!

Comentários: