My life…

Hoje o dia está sendo chato, parado…

Estou com muuito sono e cansada ultimamente, mas sempre acabo arranjando coisas e mais coisas para ocuparem meu tempo livre…

Hoje tive praticamente o dia inteiro livre…

Não gosto de dias livres. Não quando estou sozinha. Dias nublados e vazios me remetem a épocas nubladas e vazias da minha vida, me deixando bastante triste, mesmo sem motivo algum aparente.

Queria ter podido ver filmes hoje durante o dia inteiro, ao lado de alguém que me fizesse bem.

Mas… Não estou aqui para reclamar!

Hoje fui visitar o filho da amiga da minha mãe, que tem a idade do meu irmão e está no hospital, pois teve uma convulsão, um coágulo no cérebro e teve que passar por vários processos cirúrgicos.

Minha mãe não tem muitas amigas, essa é a única que ela tem por aqui e mesmo assim, voltaram a se falar há pouquíssimo tempo… No dia em que minha mãe me contou o que tinha acontecido com ele, tentei me lembrar dele. Hoje, no hospital, percebi que não me lembrava MESMO dele!

O nome dele é Leonardo e o irmão gêmeo dele se chama Leandro, quando éramos todos crianças e nossas mãe trabalhavam juntas, éramos amiguinhos! Vivíamos na casa um do outro e brincávamos de várias coisas, não me lembro nem de um terço disso com clareza, mas sei que aconteceu.

Eles me deram uma das minhas bonecas preferidas, a Dentinho… Ela era super legal! Você girava uma parada lá e crescia dente nela!

E eu devia comer bastante leite condensado na época, porque na hora que me viram falaram “a menina do leite condensado” -haha

Foi bom.

É bom reencontrar pessoas depois de muito tempo, sabe.

A primeira vez que morei aqui foi completamente diferente da segunda e eu, por muito tempo, tentei me lembrar de algo dessa etapa da minha vida e não consegui. Tentava me lembrar de qualquer coisa que fosse e não conseguia. Só me lembro das coisas, se me lembrar das pessoas que estavam presentes nas ocasiões.

Voltando para casa e tentando repasssar na minha cabeça os momentos em que convivi com Leandro e Leonardo, vieram tantas coisas na minha cabeça… Jamais pensei que atos simples e falas impensadas pudessem significar tanto um dia.

É super divertido relembrar o passado… Lembranças… Somos construídos por elas e todas as experiências que aprendemos com elas.

Só queria dizer para vocês hoje que… Cada minúsculo ato e cada palavra impensada que você diz, pode ter um significado completamente diferente quando o tempo passar.

E é assim que eu entendo porque certas coisas mudaram tanto em pouco tempo, porque meu relacionamento com algumas pessoas mudou tanto…

Principalmente, assim percebo que não importa quantas vezes me mudei de cidade, de casa, de escola, só o que importa são as pessoas e a importância que elas adquirem em sua vida. Se as coisas forem boas, não importa quantos anos passem, ao se lembrar das pessoas, você volta a amar as coisas.

Eu amo a minha vida.

Comentários: