O Que Seremos Nós?

Jogados por aqui, cujo único destino e certeza é a de que um dia partiremos e seremos eternamente esquecidos? Cujas lembranças, esperanças e sonhos não passam de um bando de bobagem esquisita que surge apenas na nossa cabeça e não passa de lá quase nunca?

Seremos nós covardes, salvadores, protetores, famosos, decepções? Seremos algo? O que é ser algo? Será que somos, fomos ou seremos? O que será de  nós? O que somos nós?

Perguntas sem resposta. Sem resposta para nenhuma delas. Apenas perguntas. Letras que se unem em sílabas que se unem em palavras que se unem e formam frases que com um ponto de interrogação transformam-se em perguntas e nos atormentam. A todos nós. O tempo todo. Será que algum dia conseguiremos ser exatamente aquilo que achamos que somos?

Ser.

A eterna dúvida do ser humano. Ser humano. Três letras que poderiam formar outras palavras, Res, Rse, Sre, Esr, Ers, mas só fazem sentido quando unidas na ordem S-E-R. Três letras capazes de nos atormentar e de nos tirar noites inteiras de sono, de nos fazer perder a cabeça, afinal… O que seremos nós? Seremos algo? Seremos alguém? Seremos? Não seremos? Em que momento deixamos de ser o que somos? Fomos algo?

E por que nos importamos tanto com essa simples palavra? Porque queremos tão arduamente simplesmente ser o que achamos que devemos? Porque a gente não consegue simplesmente ser, sem pensar o que somos? Ou será que alguém consegue? Eu não.

Eu não sei quem eu sou. Não sei quem espero ser e muito menos consigo descrever quem eu fui. Não sei absolutamente nada sobre o ato de ser algo. Eu não sei se eu sou ou se eu quero ser algo. Muitas vezes eu simplesmente desisto dos questionamentos e tento implantar em minha própria mente a sensação de que não sou nada e de que não há problema algum nisso. Mas há. Porque eu fui ensinada desde sempre que devo ser alguma coisa.

Que devia querer ser alguma coisa quando crescesse e que eu já devia saber e estar fazendo isso agora, porque já cresci. Que eu devia ser educada e me esforçar ao máximo para ser bonita, sociável, gentil e carregar todos os outros infinitos valores que a nossa cultura nos impõe como sendo corretos. Eu cresci sabendo que precisava ser alguma coisa, mas ninguém me disse o que. Ninguém me disse como descobrir exatamente o que eu quero ser. Ninguém me disse quem eu posso ser ou se eu posso ser ou se devo apenas ser, sem pensar nisso primeiro. Só me disseram que eu deveria, nunca me explicaram as regras.

E, sem as regras, eu não aprendi. Eu não sei ser. Eu não sou. Sou? Seremos nós alguma coisa além de simplesmente nós mesmos? Além de um emaranhado de carne, osso, sentimento, cultura e vontade de ser alguma coisa? Será que um dia seremos algo?

O QUE SEREMOS NÓS?

That is my question.

É esse o efeito que uma boa peça de teatro tem sobre a minha pessoa. “A Varanda do Esquecimento”, última apresentação amanhã, 21h no Teatro Cena Hum.

0 thoughts on “O Que Seremos Nós?

  1. Nós somos esquecidos. E vocês, quem são?
    Obrigada por ter ido e por ter mandado toda essa energia linda! Que bom que tocamos você com nosso trabalho, ele é reflexo do semestre maravilhoso que vivemos! Pérolas.. Que bom que elas existem! 😉 <3

Comentários: