Que não seja Eterno, posto que é chama, mas que seja Infinito enquanto dure.

Não me lembro como convenci minha mãe a me deixar participar disso, não me lembro do que foi que eu disse pra ela, se simplesmente joguei tudo de uma vez ou tive cautela. Até hoje não sei se meu pai, meu irmão ou qualquer outra pessoa da família sabe do que se tratou essa viagem, duvido muito. Para muitos de meus amigos foi apenas uma viagem a São Paulo rumo a bienal, mas mal sabem eles que a bienal era o menos importante da história, apenas um pretexto para que todas fôssemos, afinal, é inegável o fato de que amamos livros.

Adoro fazer relatos detalhados dos dias, mas acho que a magia da situação é tão maior que os fatos ocorridos que seria um desperdício fatal narrar cronologicamente as coisas. Resta-me dizer, portanto, que neste final de semana eu tive a maravilhosa oportunidade de conhecer todas as pessoas lindas que abrilhantaram a minha vida por quase um ano, nas mais diversas situações, por mais louca que eu fosse/seja.

Sobre a Bienal informo que considerei mal organizada pelo fato de deixarem muita gente entrar, acho que tinha mais gente que o lugar permitia. Não tinha ar lá dentro. Mal dava pra andar. Só conseguimos ir a DOIS estandes, foi frustrante. A luz caiu duas vezes ou mais, e enfim, parecia que estávamos em um show tentando chegar cada vez mais perto do palco. Terrível. O que amenizou foi só o fato das belas companhias e as lembrancinhas que vieram com os livros comprados.

O Museu da Língua Portuguesa e a Pinacoteca, por sua vez, considerei válidos. O primeiro contando toda a história da língua, tendo um joguinho virtual muito interessante e sendo um ambiente agradável, o segundo sendo alvo de belíssimas esculturas e quadros, paredes lindas e uma arquitetura impecável e o fato de ambos serem próximos a Estação da Luz tornou tudo mais legal ainda, porque aquela estação é a King’s Cross do Brasil e não há dúvidas disso.

Fui a um karaokê pela primeira vez na vida e preciso dizer que me surpreendi, é um milhão de vezes mais legal do que eu imaginava.  Cantamos todas as músicas cafonas que achamos, todas juntas, não somente as que estavam com o microfone, pois isso não teria graça. E além de cantar ainda havia coreografia, coro, palmas, gritaria pra quem estivesse com o microfone sentir-se realmente uma rock star. Morremos de rir da doida que se achava a grande revelação do Ídolos e do cara esquisito que foi ao karaokê pra cantar Evanescence. Porque eu adoro Evanescence e afins, mas karaokê não é pra isso, me desculpem.

O Shopping da Paulista é maravilhoso, lá encontramos coisas brilhantes, como a loja “Quem disse, Berenice?” que virou logo a NOSSA loja e onde achamos mini perfumes com nomes que tinham a cara de cada uma e nos obrigamos a comprar. Também encontramos o queridíssimo Ariston Vasconcelos, funcionário da Chilli Beans que atendeu algumas das lindas que resolveram comprar óculos de Sol, para sairmos divas depois. Em ambos os lugares tiramos fotos e tivemos a absoluta certeza de que somos brilhantes e o mundo inteiro merece saber disso. A Paulista é linda, mas torna-se ainda melhor quando a gente pode perder um livro no ponto de ônibus, correr atrás do Sol pra tirarmos fotos de óculos, todas juntas à lá Hollywood e atravessá-la cantando clássicos de Legião Urbana em coro alto enquanto os Paulistas e Paulistanos que passavam por nós nos achavam loucas ou adoravam nosso jeito de ser. A Livraria Cultura que já é linda aqui em Curitiba, conseguiu ser ainda mais bela em São Paulo, não só porque tem o dobro do tamanho, mas porque consegue ser mesmo assim ainda mais aconchegante. Porém há uma ressalva: os vendedores daqui são mais legais. Starbucks no Brasil é realmente caro, mas não há preço tomá-lo acompanhada pela Luciana Gimenez e em meio a tudo isso, legal mesmo é desembestar-se pela rua errada, após sabe-se lá quantos metrôs e escadas rolantes, apenas por estar chorando como um bebê por ter acabado de se despedir das pessoas mais importantes da sua vida que você não faz ideia de quando terá oportunidade de reencontrá-las.

As vezes dois dias não servem pra nada, as vezes fins de semana são inúteis e as vezes mesmo passando voando eles se tornam capazes de serem imortais. As vezes um poema não faz o menor sentido e as vezes faz todo o sentido do mundo, pois não conseguimos eternizar os dias, o tempo ruge e dura a quantidade certa, mas conseguimos tornar tudo infinito. Porque eternidade remete a tempo e a cronologia, enquanto que infinitude remete a intensidade e amplitude e é isso que nos rege desde o último sábado: um infinito de sentimentos, recordações, alegrias, valores, sorrisos, olhares, vozes, cores, músicas e abraços. Dizem que  tudo dura o tempo certo para ser inesquecível, espero que seja verdade.

 

 

 

0 thoughts on “Que não seja Eterno, posto que é chama, mas que seja Infinito enquanto dure.

  1. Não consigo explicar o que foi tudo isso. Foi muito intenso e maravilhoso. Eu amo vocês. Eu agradeço todos os dias por vocês terem aparecido na minha vida. São pessoas que eu quero levar. Mas se não for pra sempre e sempre, que seja pra sempre hoje, e hoje eu tenho certeza que é. Foi tudo incrível, incrível. Nós fizemos luz.

  2. Foi um sonho, simplesmente. Realizamos algo que antes parecia muito distante e impossível. Nunca vou me esquecer de tudo o que vivemos nesses dois dias. Me apaixonei mais ainda por vocês, por NÓS, pelo que somos! Obrigada por ter ido, Mayrinha Purple! No próximo eu vou te apertar ainda mais porque já estou com saudade. Um beijo =*

  3. Seu último parágrafo diz absolutamente tudo. Poderiam ter sido só cinco minutos, mas cinco minutos com vocês já seria fantástico o suficiente. Não canso de repetir como achei lindo te conhecer, que adorei mexer no seu cabelo lindo, e que pessoalmente só pude ver que você é tão incrível e demais como sempre pensei que fosse. Sempre terei guardado o momento que comprei macarrão do lado da menina do cabelo roxo. <3
    E a foto que você escolheu pro fim foi a melhor de todos os tempos.
    Amo você, Maymay!

  4. Eu não fiz parte de tudo isso, infelizmente, mas fiquei completamente feliz por vê-la por um par de horas. E fico infinitamente feliz por saber o quanto vocês todas ficaram feliz juntas ♥

Comentários: