Sobre… Orelhas!

Deve ter começado quando eu era menor do que cinco anos ou talvez eu seja assim desde sempre e não saiba… Muitas das minhas fotos de criança constam eu puxando a orelha de alguém, isso é fato.

Mas bem, antes que saiam me julgando, eu explico! Meu avô tinha uma irmã mais velha – que eu chamava de Vó Dum Dum – e eu devia ter menos de cinco anos, acho isso porque não me lembro direito dela, ou dos fatos, ou de qualquer coisa em minha vida antes dos cinco anos. Enfim, eu devia ter menos que cinco anos e lembro de viver brincando com a pele dela. É que pele de gente idosa fica flácida e molinha, daí eu esticava e ficava contando pra ver quanto tempo demorava até que voltasse ao normal, era divertido. Um dia descobri a orelha dela, era a coisa mais sensacional do universo! A pele molinha e eu ficava apertando e balançando e era super divertido! Vó Dum Dum morreu e eu tive que começar a me contentar brincando com o braço da minha vó de verdade, a Vó Saló, só que ela não gostava que ninguém ficasse encostando nela ou acariciando, então eu sempre era escurraçada e ia correndo pentear o cabelo do vô, porque o Vô Paulo sempre foi bonzinho e deixava eu fazer o que quisesse com ele.

Alguns anos passaram e eu finalmente tinha mais que cinco anos – o que significa que agora eu lembro de verdade da história e não estou só enchendo linguiça – e descobri que Vô Paulo era irmão da Vó Dum Dum! Como eu descobri isso? Pela orelha dele! Ah! A orelha do vô… Garanto que nunca encontrarei outra igual! Ela era gordinha, macia e tinha o lóbulo solto, o que significa que eu podia balançá-la para todos os lados, em todos os ritmos. Quando vovô veio morar aqui em casa eu não conseguia conversar com ele sem ter uma mão brincando com a orelha. Sério. Algumas pessoas dizem que isso é loucura, fetiche, sei lá… Por que raios tudo tem que ter um nome? Eu apenas gosto da orelha do meu avô, uai! E tem como não gostar dessa belezura?

Ignorem o biquinho fofo dele e prestem atenção na orelha. Na orelha!

O fato é que eu gosto tanto da orelha dele que quando estávamos no velório e falaram que iam fechar o caixão eu tive que colocar minha mão entre as flores e os tecidos e ver se a orelha dele ainda estava gostosinha ou já tinha endurecido. Estava gostosíssima e eu fico muito feliz ao lembrar que a minha última lembrança dele foi eu pegando na orelha dele! Ah… A orelha do meu avô <3

Só que depois que o vovô faleceu eu não deixei de gostar de orelhas! Muito pelo contrário! Vivo à procura de uma orelha que se assemelhe pelo menos um pouquinhozinho com a dele, que para mim é a orelha perfeita. É assim que eu aperto orelhas em toda parte, brinco com elas, fico mexendo e se eu nunca tive vontade, coragem ou melhor, se eu nunca de fato mexi na sua orelha, cuidado! Ou você será a próxima vítima ou eu não gosto de você de verdade e se eu já brinquei com a sua orelha, well… Você é um dos escolhidos. E quando eu vejo alguma orelha com bom potencial, mas que foi estragada com alargadores grandes demais ou uso excessivo de brincos/piercings, é como colocar uma adaga no meu peito. Decepção total. Não se pode disperdiçar boas orelhas com emperequetamentos! Só emperequete demais sua orelha se ela for feia. É.

Daí que eu estava numa piscina delícia com meus primos todos nas férias e saí de um por um – ok, só fiz isso com os que eu tenho intimidade, porque… né. Não é porque é primo que você pode sair fazendo tudo – pedindo para morder suas respectivas orelhas. Lógicamente a maioria deles ficou com medo de eu, sei lá, arrancar a orelha deles fora, mas os que deixaram falaram que não doeu nada e, bem… Não doeu neles, mas pra mim foi amazing. Tem coisa melhor do que orelhinha de criança? Só a do meu vô, caros leitores. Só ela – embora eu nunca a tenha mordido -. E pra melhorar, eu tive que dormir com uma priminha minha e acreditam que ela só consegue dormir se estiver segurando em orelhas? Não me perdoo por não ter tirado uma foto dela dormindo comigo, juro que deve ter sido hilário! Eu deitada de frente pra ela e ela encolhidinha com as duas mãozinhas apertando as minhas orelhas e quando ela sonhava ela torcia as orelhas e tal, muito amor gente, muito amor. Crianças <3

Enfim… O que vocês tem a ver com isso? Sei lá. Sei lá. Só sei que eu gosto muito de orelhas e precisava compartilhar isso com alguém, sabe? Estou de férias… Minha mãe puxou pra mãe dela e não me deixa encostar na orelha dela e a do meu pai não tem graça… Sei lá, estou com saudade de torturar pessoas que sentem dor na orelha (tenho um amigo bizarro que tem isso) ou sei lá… Vontade de conhecer novas orelhas ou de me reencontrar com velhas que são boas… Não sei. Só sei que é algo relacionado a orelhas.

É Ana Char, você não está sozinha nessa.

 

18 thoughts on “Sobre… Orelhas!

  1. Eu tenho um priminho, que quando era pequeno, só dormia segurando orelhas também! Agora, a Anna Beatriz segura.. BOCAS. Mereço? E que aflição que me dá, Jesus. Quando ela era menor eu deixava. Agora. Hoje em dia eu seguro a mão dela e falo: Amor, lembra que a Lu detesta que segurem a boca dela? Aí ela: Aham. Aí eu: pode pegar na orelha. Aí eu ponho aquela mãozinha gorda na minha orelha, haha.
    Aliás, eu acho que você nunca mexeu na minha. Não mereço. Beijo

  2. AAAIII! *——–*
    Alguém precisava me filmar enquanto eu lia esse post, sério! Minha cara renderia algum prêmio hilário hahaha
    May, meu coração tá transbordando muito amor por você nesse momento, você não tem noção! Eu só conheci um dos meus avôs e a orelha dele (também) era a melhor orelha de avô do mundo! Ele morava em outra cidade e eu demorava para vê-lo, mas quando isso acontecia ele ficava sentado na varanda num cadeira de balanço e me deixava ficar do lado, num banquinho, amassando e apertando e cantando glória com aquela belezura, rs. É a coisa que mais me faz falta desde que ele morreu, sabe? Era meio que o nosso momento. Sem falar nada, só pegando na orelha a gente se entendia e afirmava nosso amor (que linda que eu tô hoje!). As minhas avós (e que a minha vó materna me perdoe porque ela é minha bebezinha) não tem orelhas agradáveis. Nem os meus pais (mas a da minha mãe eu já acostumei porque era a dela que eu amassava antes de dormir quando era pequena). A maioria das pessoas que eu conheço não são muito fãs de alguém mexendo nas orelhas geladas e gorduchas delas. Algumas eu driblo e consigo nem que seja só um afago (como se eu dissesse “oi, é legal mexer em orelhas, é sinal de carinho! deixa, vai, rs), outros me dão uns murrinhos (que também é sinal de carinho) e existem os que fazem cara feia e eu nem insisto (sem falar dos que tem cara feia naturalmente e eu passo é longe mesmo a orelha sendo uma tentação). Quem lidera o ranking das melhores orelhas que eu já tive o prazer de amassar é o meu primo Guile (que eu acostumei a me deixar amassar, morder e fazer o que eu bem entendesse com sua orelhinha desde bebê) e minha “melhor amiga neném” (que é a única que entendeu sem eu precisar dizer o que significa o meu “deixa eu pegar na sua orelha?” e faz questão de guiar minha mão até a orelha mole e gelada dela. Uma fofura!). E o meu gato! Eu fico amassando a orelha dele com o dedão do pé e o safado se espreguiça todo e fica “reclamando” quando eu paro hahaha.
    Amei mesmo saber da sua história com orelhas, May! É bom saber que somos compreendidas apesar das nossas estranhezas, rs. E um dia eu ainda vou fazer um estudo e provar pra humanidade que a personalidade das pessoas pode ser descoberta(?) por essas gostosas e todos vão me aclamar. Escreva aí!
    Outra coisa: sabe um livro lindo que fala dessa relação de amor que as orelhas “produzem”? Meninas Inseparáveis, da Lori Lansen. Quando eu li o trecho que falava das orelhas eu quase derreti, rs. É lindo!

    Já falei que vou amassar muito a sua orelha caso um dia a gente se encontre, né? Não duvide, é verdade! Beijo, sua coisa fofa e de orelha gordinha! *-*

  3. Que divertido! Eu tenho uma prima que é louca por orelhas também. Lembro de quando éramos crianças e íamos p/ casa da minha avó – ela amava ficar pegando nas orelhas da minha avó e eu e minha irmã ríamos muito disso.

    Essa minha prima ficava procurando pelas orelhas “molinhas” 😛 E acho que é assim até hoje.

    (Sobre aquelas minhas fotos – meu namorado que é o artista, haha. Assim, algumas daquelas fotos eu imaginei a composição e, p/ não ter que pegar o tripé, ficar regulando a câmera e tal, pedi p/ ele fazer os cliques; ele precisou ser paciente, já que eu queria que ele reproduzisse o que se passava pela minha cabeça :P)

    Beijo

  4. Eu tenho um “priminho” (que agora tem 16 anos e é bem maior do que eu) que tinha mania de apertar, torcer e mexer na própria orelha. Até hoje as orelhas dele são molengas por causa disso. Acho que você ia gostar! Das minhas você não ia não, tenho três brincos em cada…

    Beijos

  5. ORELHAS SAO MINHA VIDA! HAUAHA minha mãe conta que desde que eu era bebezinho de peito eu pego na orelha dela. E serio, não lembro uma época da minha vida em que eu fiquei sem pegar em orelhas. O pior de tudo ( ou melhor rs ) é que tenho um filho de 1 ano e um mês e desde que ele alcançou minhas orelhas, ele nunca mais soltou. Ele ama que pegue nas orelhas dele, o que é uma maravilha pra mim, ter um par de orelhas molinhas e geladas 24 hrs por dia. Vejo que ele tbm será fanático por essas gostosinhas rs. Tanto que no exato momento ele esta pendurado em uma das minhas rs. BJS E ADOREI LER SEU POST !

  6. como faço prá tirar esta mania do meu filho de 4 anos? muita gente não gosta, mas basta ele estar em algum lugar vai logo procurando uma orelha de um amiguinho prá pegart, na escolinha o garoto mordeu ele, por causa disso…

  7. haha, bom saber que nao sou a única! e acreditem, descobri outra orelha deliciosa de pegar! a da minha gatinha!!! e sorte que ela deixa eu ficar pegando e nem liga ^^

  8. Eu também adoro orelhas. Comecei gostando da orelha da minha avó Elisa. Era uma orelha gorda, mole e gelada, eu assistia TV na segurando a orelha dela. bons tempos. Agora eu tenho a da minha esposa que tem uma orelha bem fofa com o lóbulo grande e geladinho, eu o chamo carinhosamente de Lambeto. Pego este orelhão toda hora até que ela ejôa e manda eu parar. Também tem a da minha filha que tem 9 aninhos, que puxou a da mãe, mas ela não deixa eu pegar.

  9. eu simplesmente amooo pegar em orelhas, na minha, do meu pai, de quem seja, se estiver geladinha então, eu fico pegando até esquentar…não descobri o nome desta mania, mas é uma coisa inexplicável!!!

  10. Gente, tem um nome pra isso? Kkkk
    E eu sempre me achando estranha por gostar de orelhas, rs. Pensei que era a única pessoa no mundo que sabia o quanto é bom, a sensação de pegar em uma orelha gelada e fofinha, hahaha. Tudo começou quando eu era criança e pegava na orelha do meu pai (que saudades). Ele também gostava de orelhas e tinha a melhor orelha que já peguei, me sinto louca por dizer isso, não sei descrever é bom kkk.
    Depois da dele a dos meus sobrinhos são as preferidas e eles já sabem que amo pegar em orelhas. Fico observando a orelha das pessoas na rua, no trabalho e tem algumas que dá uma vontade enorme de apertar! Vc deve entender, rs. Agora, nesse momento a do meu namorado é a melhor e ainda mais pq ele deixa eu fazer o que quiser com ela. Ás vezes, quando vou dormir, fico desejando pegar na orelha dele, aiai.
    Pelo menos agora, não me sinto tão estranha, afinal é uma forma de carinho. Bjs

  11. Eu também rsrsrs nem acredito que achei tantas pessoas assim… eu gostava também quando era pequena, das orelhas da minha irmã mais nova, gosto de orelhas bem branquinhas, clarinhas, e bem desenhadinhas, delicadas… os chineses que as vezes costumam ter orelhas bonitinhas, pior que uma vez apareceu um em um ônibus, não tinha eu falar de alguma maneira que a orelha era bonitinha, mas deu vontade imagina rsrsrs mas adoro mesmo orelhas de cachorro, muito!! uma delícia…

  12. Não acredito!!!!!! não sou a única pessoa com esse vício no mundo!? Sem brincadeira nenhuma, mas me ví em cada cena dessas, as vezes pego na orelha de pessoas que nunca ví… é irresistível!!!

    1. Aconteceu uma vez, uma menininha novinha, nem gostar de criança eu gosto muito.. mas a orelha chamou a atenção por algum motivo, e não aguentei, e que orelha fofinha aque era.. nossa… a menina super estranhou, claro, e pior se contou pra alguém, já pensou..

  13. Eu queria que todo mundo falace assim das minhas olheiras, mas nao falam ,falam que pareço um fantasma ou zunbi. Fico muito chateada com isso.tenho muita oheira e é bem horrivel é bem escuro da ate medo, odeio minhas olheiras.

  14. To me achando menos louco por achar tanta gente com a mesma mania…..hehe.
    Já estou muito chateado,minha noiva fará cirurgia nas orelhas, não poderei tocar por meses 😟

Comentários: