Sou canhota.

Venho de uma família tão grande que nunca consegui contar todos os membros dela, mas sou a única canhota.

Desde pequena todos me dizem que escrevo com a mão errada, sou contra Deus e todas as outras idiotices que costumam dizer para os canhotos. Eu, sabiamente, nunca me importei com isso, afinal… Ser diferente é legal.

Estudava numa escola pequena onde as carteiras eram  assim. O detalhe é que só tinha carteira para destro e eu tinha que me entortar inteira para conseguir escrever naquele pequeno espaço. Como sempre tive problemas com minhas articulações e tenho um ortopedista desde sempre, descobri que estava com início de desvio na coluna com apenas oito anos. Ele perguntou se eu costumava sentar torto ou qualquer coisa assim e minha mãe disse que não, eu nunca havia dito a ela sobre as carteiras escolares e resolvi fazer isso naquele momento, então o médico disse que ela deveria exigir que a escola comprasse carteiras de canhoto, porque só assim eu teria chance de não piorar a coluna. Lá foi minha mãe e pouco tempo depois, todos os canhotos da escola tinham suas carteiras especiais, as carteiras de canhoto.

E assim continuei minha vida, tentando me acostumar com o fato de que eu era a única canhota da família e uma das sete existentes na escola inteira. Mudei de cidade várias vezes e continuei sendo uma das poucas canhotas em todas as salas de aula que já estudei. Felizmente, as carteiras evoluíram para algo parecido com isso   e eu não precisei mais ser conhecida pela escola inteira como “a menina canhota”, tendo em vista que poucas pessoas percebiam que eu escrevia com a mão “errada”.

Com o passar do tempo, porém, passei a notar que não são apenas as carteiras escolares que são preferencialmente para destros. Também acontece com vários outros objetos, como as tesouras, por exemplo. Tente cortar com a mão esquerda em uma tesoura assim , não dá. Então os canhotos são obrigados a aprender a cortar as coisas com a mão direita, para poderem usar todos os tipos de tesouras existentes. Claro que dá para comprar apenas as que são assim , mas as vezes não usamos nossas próprias tesouras e não dá pra pedir emprestado com exigências, então… Temos que saber cortar com a mão direita e ponto final.

Mas as coisas não param por aí.

As fechaduras de portas são feitas para que os destros consigam abrir, os zíperes, alicates de unha e até o lado em que se coloca o papel higiênico no banheiro é pensado para melhor aproveitamento pelos destros.

E sabem de uma coisa? Ser canhoto não é um defeito, uma anormalidade e tem várias dificuldades de adaptação. Fico imaginando como os deficientes se sentem em um mundo onde tudo é feito para as pessoas “normais” e “sadias”.

Já fui muito zoada por ser canhota, ouvi todo o tipo de piada que você é capaz de imaginar à respeito disso e agora que sou um pouquinho “maior”, posso dizer aos destros que me zoam que meu cérebro é mais desenvolvido do que o deles. Por quê? Simplesmente porque todas essas adaptações que tive que passar para utilizar utensílios “déstricos”, fizeram com que o outro lado do cérebro também funcionasse, melhoraram minha coordenação motora e meu equílibrio. Todas as minhas tentativas fracassadas de virar destra, apenas para agradar os outros, também me ensinaram muitas coisas. Quero ver você, que usa apenas sua mão direita para fazer todas as coisas possíveis, usar um mouse com a mão esquerda, escovar os dentes, tentar escrever ou até mesmo pintar as unhas da sua mão direita. Não estou dizendo que é impossível, mas certamente será trabalhoso.

O que estou tentando dizer com esse post? Seguinte: essa semana assisti Glee e o episódio tinha o propósito de nos ensinar a aceitar-nos do jeito que somos. Desde que assisti, fiquei pensando na coisa que menos gostava em mim, a que me deixava mais irritada e dentre todas as coisas péssimas que eu faço e sou, cheguei à conclusão de que o que eu mudaria em mim é justamente o fato de eu escrever com a mão esquerda, porque foi uma das coisas que mais me incomodou ao longo dessa pequenina vida. Parei para pensar no assunto e concluí todas essas coisas que disse aí em cima. Concluí que foda-se o que o mundo te diz, foda-se o que querem que você seja. Então é isso mundo, eu sou canhota.

0 thoughts on “Sou canhota.

  1. AHUAHAUHA. Que luta, gente! Meu pai é canhoto, e eu nunca parei pra pensar nessas mesmas dificuldades que ele deve enfrentar… Coitado dele e de ti!

  2. Nossa May, nunca tinha parado pra pensar em todas essas complicações! Realmente deve ser tenso! Eu lembro que estudei com um canhoto no inglês, e todo dia ele tinha que ir procurar em alguma outra sala se tinha cadeira de canhoto diposnível.. =S

  3. Eu também sou canhota, mas nunca falaram mal da minha mão errada. haha Minha família que fala muito, brinca e fala que todos meus problemas é porque eu sou canhota.
    Graças a Deus no meu colégio não tinham essas carteiras. Sofri só nos vestibulares da vida. Ficar 4 horas toda torta não é fácil, imagina anos… nossa!
    Tesoura é uma coisa triste, mas desde sempre me adaptei bem a cortar com a mão direita.
    Sabe qual minha grande frustração por ser canhota? Não conseguir usar o abridor de latas. Nossa, esse sim! Que desastre.
    hahaha
    Mas posso dizer que gosto bastante de ser canhota. (:
    Beijo!

    1. NOSSA!!!!! Eu não consigo abrir latas, mas nunca tinha parado para pensar que é porque sou canhota! Nossa! Você clareou muito a minha vida agora! HAHAHAHAHA Poxa! As vezes penso em inventar uma empresa de produtos especiais para canhotos, com coisas bem mais legais do que as de destros! Assim a gente teria algo só nosso e ainda seríamos alvo da inveja do resto do mundo!
      Também adoro ser canhota, é divertido! Ser destro deve ser chato e normal demais…
      Beijos!

  4. procuro uma namorada que seja totalmente canhota adoro mulher canhota que escreve com o caderno virado de cabeca para baixo ou que escreva da direita para isquerda adoro o jeitinho canhota de ser

    1. Você pretende julgar a pessoa inteira apenas pelo fato de ser canhota? Há um grande erro nesse método, hein?
      Escrever de cabeça para baixo ou com o caderno virado é uma arte que poucos dominam, fico feliz em saber que alguém aprecia!
      Boa sorte em sua busca!

Comentários: