A Cintura da Muleca

Todos os murais com fotos infantis na minha casa constam pelo menos uma foto comigo vestida de bailarina. O negócio é que eu só lembro de ter feito aula de balé quando tinha oito anos e as fotos são de antes dos cinco. Nem minha mãe sabe se eu fazia aula, mas eu tinha as…

Read More

O Teatro dos Sonhos

Não quero que você vá embora, mas não sei se quero que fique. Nunca te dei a chave, mas você entrou mesmo assim. De supetão, sem nem precisar ser convidado. Entrou e me fez rir e deu chance para a minha impulsividade, que te adorou desde o primeiro instante. Hipnotizou-me e magnetizou-me, chegando a ser…

Read More

O Que Seremos Nós?

Jogados por aqui, cujo único destino e certeza é a de que um dia partiremos e seremos eternamente esquecidos? Cujas lembranças, esperanças e sonhos não passam de um bando de bobagem esquisita que surge apenas na nossa cabeça e não passa de lá quase nunca? Seremos nós covardes, salvadores, protetores, famosos, decepções? Seremos algo? O…

Read More

Traíra

Quando se é criança é comum que seus colegas de classe achem uma palavra que rime com seu nome e te chamem dela. Nunca acharam uma palavra que rimasse com o meu. Nunca até a quinta série. Na quinta série eu enforquei a minha melhor amiga e comecei a falar mal dela pro mundo inteiro…

Read More

Absurdamente Extraordinário

É incrível como só o tempo é capaz de nos moldar e preparar para o que está por vir. Há quatro meses eu era um neném chorão que não fazia ideia de como chegaria onde estou hoje. Não posso rasgar seda e dizer que tudo foi maravilhoso porque não foi, porque no período que se…

Read More