Vamos falar de Energia sem dizer Analu

14 de Abril, para os curiosos, é o dia internacional do café. Só que além disso também é o dia do aniversário de uma GRANDE amiga minha e eu acho que as coisas acontecem porque devem acontecer, então passei o dia tentando bolar uma razão para que ela tenha nascido no mesmo dia em que é comemorado o dia da melhor bebida já inventada no universo.

Deparei-me, pois, com uma tarefa muito mais difícil que o esperado, afinal o que é que uma pequenina loira que batalha diariamente para não conseguir roer as unhas poderia vir a ter a ver com uma bebida? Nada, é o que vocês responderiam, mas eu encontrei o elo que faltava! O café é uma bebida mundialmente conhecida por dar energia às pessoas. Muita gente o toma somente para tentar ficar acordado, o que, na minha humilde opinião, é desperdício de uma belezura.

Até aí tudo bem: ela nasceu no dia do café porque é tão enérgica e boa companhia quanto ele. Só que iremos um pouco mais além, porque assim como o café impede muitas pessoas de dormir, ela também impede. Ela nunca dorme, pra falar a verdade. E ela também nunca faz xixi e ela adora tomar sorvete e ela abraça TÃO forte que você acha que está no céu. Ela acorda cedo, vai para a faculdade, depois vai para o trabalho, depois para a aula de teatro e ainda tem energia pra voltar pra casa e ficar até de madrugada conversando com quem quer que esteja online. E se ninguém estiver online ela fica acordada lendo ou vendo Grey´s Anatomy ou, mais recentemente, jogando Candy Crush Saga.  A energia dela é tão intrínseca que mesmo quando ela resolve passar o dia inteiro à base de um pacote de batata fritas ou o fim de semana inteiro se alimentando de misto quente ela continua sendo a mais elétrica do grupo.

Quando criança certamente era aquela coisinha branca e loira, toda rosadinha, que não cansava de gritar, pular, correr, brincar e insistir em não deixar ninguém em paz. Nunca.  Atualmente ela pode até ter crescido no tamanho, mas se alguém aí for capaz de me apresentar uma criança que não tenha se apaixonado por ela e me mostrar uma situação no meio infantil em que ela não tenha feito sucesso e não tenha saído correndo pra brincar com todo o resto da garotada podem ter certeza que algo de muito errado há com ela.

Seus olhos são enormes e de um azul tão absurdamente brilhante que eu costumo dizer que eles vivem sorrindo e quando a boca dela resolve fazer o mesmo, a coisa fica mais bonita que uma orquestra sinfônica tocando Bethoven. Uma foto de um sorriso espontâneo dela causa em mim um grau tão grande de euforia que eu simplesmente começo a rir sozinha. É que ela tem tanta energia dentro dela que a coisa emana, supera todas as barreiras possíveis e nunca cansa de agregar pessoas.

Ela pula, dança, corre, tira foto, atua, escreve, conversa, joga, telefona, é amiga e ainda sobra tempo, minha gente. Sobra tempo pra ser uma prima, sobrinha, filha, irmã, madrinha, afilhada e neta absurdamente dedicada e fabulosa, daquele jeito que toda a família sempre quis ter.

É claro que, assim como o café, ela tem certas desvantagens. A questão é que assim como o café ela é mundialmente aceita e os defeitos são tão ínfimos e pouco visíveis que quase todo mundo esquece. Os que não esquecem começam a fazer campanhas contra, como com o café, coisas como “café faz mal à saúde” ou “como vocês podem gostar tanto dessa coisa amarga?” que seriam “essa menina finge que o mundo é rosa” ou “é impossível que haja alguém tão awesome, ela deve ter um podre”, mas, assim como com o café, essas coisas duram alguns momentos. Logo redescobrem uma vantagem dela e tã dã ela virou a deusa grega que sempre foi novamente.

Hoje o dia amanheceu bonito, embora um pouco frio, algo que é bem raro para os domingos curitibanos que em geral são cinzentos e chuvosos. O dia acordou sorrindo porque sabia que hoje era um dia muito especial para uma pessoa que adora dias sorridentes. Com certeza hoje foi um dia normal na vida da maioria das pessoas, ainda mais porque quase ninguém sabe dessa história do café, mas o dia foi lindo lá na casa da Analu. Foi lindo porque teve bolo e mais do que bolo, teve refrigerante, presentes, família e, claro, crianças maravilhosas, daquelas que é impossível não sorrir ao estar por perto.

Por fim, sabem qual foi a melhor parte do elo encontrado? Analu não gosta de café! O sonho dela era gostar, claro, mas ela não gosta. Ela vai no Starbucks e pede uma bebida linda que deve ser deliciosa, só que ela fala “sem café” e eu fico indignada com o fato de alguém ir a uma ~~cafeteria~~ e tomar um ~~milkshake~~ mas no fundo sei que ela não seria tão especial se fosse tão comum quanto o resto do mundo. Só que eu encontrei uma razão para isso: ela não precisa gostar do café porque ela nasceu no dia dele, então ela tem a essência dele dentro dela. Ela é naturalmente ativa, só dorme quando sabe que o resto do mundo também dormiu e mesmo quando acorda amarga é só dar um tempo que ela fica mais doce do que um bom mocaccino. Ana Luísa + café seria uma redundância para qual o mundo não está preparado.

Melhor que 1L de café com chocolate <3
Melhor que 1L de café com chocolate <3

Ei, meu amor, desculpa pela demora do texto! Espero que seu dia tenha sido fantástico e que  seu ano também seja. Eu nunca vou cansar de repetir que se há uma pessoa que merece toda a felicidade do universo, essa pessoa é você. Porque você é uma pessoa boa e sabe o que acontece com esse tipo de gente? O mundo sorri pra elas. Você pode não ser grande na estatura, mas você vai ser muito grande na sua vida e eu sempre vou ter muito orgulho quando abrir um sorriso, derramar algumas lágrimas e dizer que você é minha amiga. Então dessa vez eu não vou dizer que amo você, vou dizer que amo mais ainda o café depois que percebi que ele faz parte de ti.

0 thoughts on “Vamos falar de Energia sem dizer Analu

  1. Eu não sabia que era dia do café, minha gente!
    E que analogia mais genial essa que você fez. É claro que a Analu não gosta de café, se ela gostasse ninguém ia conseguir acompanhar seu ritmo insano, coisa que já é difícil demais estando ela num estado normal.
    Lindo demais seu post e suas palavras, Mayroca, e por isso você não deve deixar de escrever. Você puxa as orelhas da Milena e eu venho puxar as suas! Trate de postar!

    Am vocês, suas coisas lindas <3
    (e que foto fofaaaaaaaaaa)

  2. HAHAHA, foi genial, May! E lindo! Te amo, te amo! Amei todas as suas homenagens e presentes, e ai, você é mágica, filhotinha! Amo você!!

  3. “Ana Luísa + café seria uma redundância para qual o mundo não está preparado.” ESSA FRASE É GENIAL! Analu é como uma garrafa inteira de caramelo macchiato, só que não enjoa.
    Amei seu texto, May! Energia é o que ela tem de sobra mesmo, aposto que ela fica com ciúmes de dormir enquanto o mundo continua vivendo lá fora, esse desaforado. Ela é mesmo uma pessoa linda, boa e que merece tudo de bom do mundo!
    Amo vocês!

Comentários: