Eu sempre prendi as pessoas, sabe?

Se elas eram minhas amigas, tinham que confiar em mim acima de tudo, me contar tudo, estar comigo para tudo.

Mas, nunca fiz isso conscientemente, eu apenas, era assim.

E eu resolvi mudar.

Percebi que quero ser livre, diferente, mas para isso preciso libertar essas pessoas que prendi.

Então agora eu desato os nós e abro as portas e grito: VOEM, PASSARINHOS, VOEM!

Sejam felizes, divirtam-se, vivam!

Só assim terei a certeza de que um dia fiz algo certo.

Comentários: